Sexta-feira, 18 de Dezembro de 2009

O Budismo põe mais êmfase no ensinamento e conteúdo da mensagem do que no mensageiro ou no formato da comunicação. Assim, o Budismo considera que os ensinamentos contidos num texto devem ser avaliados em relação aos seus méritos próprios e não em relação a quem os apresenta, às suas origens ou mesmo ao autor.
O Budismo estabelece assim as "quatro confianças" (catuh pratirasana) para avaliar o valor de qualquer ensinamento:

  • confiança no ensinamento e não no seu autor
  • confiança no sentido ou conteúdo e não na carta (ou formato da mensagem)
  • confiança na verdade e não na convenção
  • confiança no conhecimento e não na informação


publicado por Zen Portugal às 21:30 | link do post | comentar

mais sobre mim
Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

O Zen e a Reincarnação

Onde está o Eu?

Três jóias ou um grande d...

"Canção da Meditação"

Felicidade

Chan

Outono

O Céu e o Inferno - Uma h...

Novo colaborador deste Bl...

Simplicidade do CHAN

arquivos

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Maio 2012

Maio 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

tags

chan

citações

espiritualidade zen budismo chan

história

impermanência

mahayana

meditação

meditação chan

meditação zen

prática

reincarnação

verdade

zen

todas as tags

links